Mulheres por + Direitos lançam pré-candidatura a Deputada Estadual pelo PSOL.

A pré-candidatura faz parte do movimento do PSOL em lançar seus principais quadros para as eleições de 2022, especialmente, para enfrentarem o atual governo de extrema-direita do presidente Bolsonaro, o qual é o principal opositor no Congresso Nacional. Além disso, a pré-candidatura é uma articulação de apoio a atual Deputada Federal e pré-candidata à reeleição Sâmia Bomfim, também do PSOL.

22 jun 2022, 11:50 Tempo de leitura: 2 minutos, 36 segundos
Mulheres por + Direitos lançam pré-candidatura a Deputada Estadual pelo PSOL.

Com a aproximação das eleições, o cenário dos concorrentes para a Câmara dos Deputados e para a Assembleia Legislativa no ABCDMRR vai se definindo. Dentre os nomes já lançados, o mandato coletivo de vereadoras do PSOL em São Caetano irá concorrer a uma cadeira na ALESP. As Mulheres por + Direitos, formadas por Bruna, Fernanda e Paula, foram a terceira candidatura mais votada de São Caetano do Sul nas eleições de 2020 e furaram um bloqueio de anos da esquerda no Legislativo municipal. Na Câmara, elas se tornaram as principais opositoras do governo Auricchio e defendido propostas em torno dos direitos das mulheres, da juventude, dos servidores públicos e do meio ambiente.

Para a pré-candidatura a Deputada Estadual, as três representantes de São Caetano repetirão o formato de mandato coletivo, porém, incluirão mais quatro mulheres representando as cidades de Santo André, São Bernardo e Diadema. Em Santo André a representante será Ubimara Ding, educadora popular da Rede Emancipa e cocandidata a vereadora pela cidade em 2020; em São Bernardo a pré-candidatura será composta por Lourdes, professora aposentada e representante da Chapa Coletiva do PSOL para Prefeitura nas eleições 2020 em São Bernardo do Campo e Wanda, liderança comunitária da cidade e candidata a vereadora pelo PSOL em 2020, já em Diadema a representação ficará por conta de Nete Matias, servidora pública e candidata a vereadora pelo PSOL em 2020 na cidade. 

A pré-candidatura faz parte do movimento do PSOL em lançar seus principais quadros para as eleições de 2022, especialmente, para enfrentarem o atual governo de extrema-direita do presidente Bolsonaro, o qual é o principal opositor no Congresso Nacional. Além disso, a pré-candidatura é uma articulação de apoio a atual Deputada Federal e pré-candidata à reeleição Sâmia Bomfim, também do PSOL. Para Bruna Biondi, representante das Mulheres por + Direitos:

Estamos passando por um momento de grandes decisões no Brasil, Bolsonaro já mostrou ser um perigo para a população, negando a vacina no momento mais difícil da pandemia, mas também legitimando ataques a mulheres e a população mais pobre em sua maioria negros e negras. O que aconteceu em Sergipe com Genivaldo, é apenas um reflexo do que o bolsonarismo vem causando à sociedade, e na nossa região não é diferente, a ALESP tem funcionado como puxadinho do governo do estado e na nossa região são sempre as mesmas famílias se elegendo como verdadeiras famílias reais, por isso, acreditamos que além de Bolsonaro é necessário derrubar também aqueles que que dão sustentação ao seu governo e as suas ideias dentro das casas legislativas. É com esses objetivos que somos pré-candidatas a Deputada Estadual”, diz Bruna. 

A pré-candidatura já teve atividades de lançamento que reuniram dezenas de pessoas em Santo André, São Bernardo e Diadema. Agora realizarão, na cidade onde são parlamentares, uma atividade de lançamento neste domingo (26/06) às 16:00 na Sede do PSOL em São Caetano.